Data da Publicação: 23/09/2019 10:00:00

Vereadores se reúnem com empresários para cobrar criação de empregos

As metas e prazos estipuladas em leis municipais não estão sendo cumpridas. Empresários alegam atrasos por conta da crise financeira

Os vereadores se reuniram, nesta segunda (23), com representantes das empresas Água Viva e Bognar para cobrar o cumprimento de metas e prazos estipulados nas leis 2679 e 2682, ambas de 2015. O principal problema é a baixa empregabilidade das empresas, que está em torno de 20% a 25% do que era esperado para 2019.

O diretor industrial da Bognar, José Aparecido Silva, comentou que a crise financeira atrasou as ampliações previstas pela empresa. Entretanto, já há o projeto de um galpão de 1000 m² que deve ser finalizado em quatro meses, ocasionando na contratação de novos funcionários gradativamente.

Thiago de Melo Macedo, diretor da indústria Água Viva, explicou que seu galpão foi finalizado e que deve contratar mais 20 funcionários até o fim do ano.

Ambos empresários demonstraram a intensão e planos de fomento e crescimento para suas empresas nos próximos meses, para isso propuseram uma prorrogação do prazo para o cumprimento das exigências contidas nas já citadas leis.