Data da Publicação: 02/04/2019 10:01:00

Vereadores pedem melhorias no calçamento das ruas de Ouro Fino

Muitos legisladores colocaram a situação das vias municipais em seus pedidos de providências

A situação das ruas de Ouro Fino é, recorrentemente, assunto de cobranças pela população nas redes sociais. Esse problema foi alvo de cobrança de boa parte dos vereadores na 05ª Sessão Ordinária de 2019. Eles argumentaram que existem muitas vias que estão esburacadas, com pedras soltas ou, até mesmo, intrafegáveis, e cobram uma ação rápida do Poder Executivo.

Na sessão, o discurso mais inflamado veio do vereador Rafael Silva (PSC). Segundo ele, Ouro Fino está com “o pior calçamento da história” e que este problema ocorre na todo o município. O legislador criticou o Dmaae, responsável pelo calçamento da área central, “por deixar pedras soltas” e afirmou que não tem como transitar em Ouro Fino. Ele ainda pediu para que se faça uma ação nas ruas próximas ao Asmec por ter um grande fluxo de ônibus e vans e que "estão em péssimo estado".

Já o vereador Antônio Carlos Franceli (PR) fez uma indicação para que se asfalte as ruas em torno da praça de Crisólia. “Ali as pedras estão todas quebradas, não tem como consertar. Tem um buraco que afundou mais ainda. Por isso faço uma indicação para asfaltar”, comentou. Ele ainda cobrou mais agilidade para fazer o asfaltamento da estrada que liga Crisólia a São José do Mato Dentro.

O presidente da Câmara, José Maria de Paula (MDB), também pediu ações nas ruas de Ouro Fino. Ele pediu o calçamento do trecho da rua Joaquim Xavasco que liga ao bairro Ouro Verde e também a finalização do calçamento da Avenida das Indústrias. Segundo ele, “são trechos pequenos, mas que trariam grande melhorias para a população”.

O problema do calçamento também foi lembrado pelo vereador Aparecido Rodrigues (PSL) que cobrou melhorias na rua Uris Rezende.